Glossário do Pneu

Quer entender aquele monte de siglas e termos técnicos, por muitas vezes em inglês, que identificam as características técnicas do seu pneu? Saiba sobre índice de carga, índice de velocidade, TWI e muito mais. Preparamos um glossário explicando tudo. 
4WD - Tração nas 4 rodas

Em um veículo 4WD (Four Wheel Drive), todas as 4 rodas podem mover o carro, em contraste com um carro com tração dianteira ou traseira. Alguns veículos têm tração permanente nas 4 rodas, outros têm tração nas 4 rodas selecionável. A potência motriz pode ser distribuída de forma diferente entre os eixos dianteiro e traseiro ou entre as 4 rodas de forma independente.

A, AO, AOE

Esta marcação encontra-se na parede lateral dos pneus originais fornecidos com os modelos Audi.

Estes pneus foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante do automóvel.

Observação: pneus com esta marcação também podem ser usados ​​em outros veículos.

Alinhamento

O alinhamento das rodas desempenha um papel crítico na manutenção do desempenho e da segurança ideais do veículo. O alinhamento adequado garante que todas as rodas estejam posicionadas nos ângulos corretos, permitindo que os pneus tenham contato uniforme com a superfície da estrada. Este alinhamento impacta diretamente o desgaste dos pneus, a eficiência de combustível e as características de manuseio. Com um alinhamento preciso, os pneus apresentam desgaste reduzido, garantindo maior vida útil e maior economia de combustível.

Além disso, o alinhamento preciso melhora a estabilidade do veículo, a resposta da direção e o conforto geral de direção. Verificações e ajustes regulares do alinhamento das rodas são vitais para evitar o desgaste prematuro dos pneus, maximizar a eficiência de combustível e garantir uma experiência de condução segura e agradável.

AM8, AM9, AMP, AMS, AMX

Essas abreviaturas representam especificações da Aston Martin. Estes pneus foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante do automóvel.


Observação: pneus com esta marcação também podem ser usados ​​em outros veículos.

Aquaplanagem

A aquaplanagem ocorre quando as ranhuras do pneu não conseguem mais conduzir suficientemente a água sob a área de contato do pneu para o exterior.

Os pneus então flutuam na película de água, de modo que a força de frenagem e a direção não são mais aplicadas à superfície de direção.

Aro

O aro é a parte da roda que segura o pneu. Geralmente o aço é usado no processo de fabricação. Além disso, existem rodas de liga leve feitas de ligas de alumínio ou magnésio. Estes reduzem o peso da massa não suspensa e melhoram a aparência do veículo.

O diâmetro do aro é a área em que o pneu fica. Ele une (sela) o raio interno do pneu e, assim, se conecta ao pneu.

Sua largura é medida em polegadas. Para os pneus de passeio radial é o número que segue a letra "R".

Exemplo: pneus 175/70 R14 possuem diâmetro do aro de 14 polegadas.

Assimétricos

Os pneus assimétricos têm um lado interno e outro externo diferentes;

Isto é indicado pelas palavras “Inside”/”SFI” e “Outside”/”SFO” nas paredes laterais.

Após a montagem correta, as rodas podem ser utilizadas em qualquer posição do veículo, ao contrário dos pneus direcionais.

O perfil dos pneus assimétricos é projetado de forma diferente nos ombros internos e externos: enquanto o perfil no ombro interno proporciona tração e direção reta, o perfil no ombro externo é projetado para direção e estabilidade ideais nas curvas.

AT, A/T (All Terrain)

All Terrain (AT) são pneus projetados para uso em estrada e fora de estrada. Assim como os pneus para todas as estações, eles combinam dois campos de pneus em um design fácil de usar.

Eles normalmente têm um design em sua banda de rodagem que atravessa superfícies soltas com mais facilidade, como pistas de cascalho e campos, e fornece aderência para tração. Além disso, o design da banda de rodagem também é projetado para uso em rodovias de alta velocidade.

B, B1, BC, BL

Estas abreviaturas representam especificações da Bentley. Estes pneus foram desenvolvidos de acordo com determinados requisitos do fabricante automóvel. São especialmente alinhados ao chassi do fabricante e a partir de parte do equipamento original do veículo.

Observação: pneus com esta marcação também podem ser usados ​​em outros veículos.

Balanceamento de rodas e pneus

Balanceamento é o processo de adicionar pesos às rodas, a fim de garantir o movimento circular equilibrado do conjunto de roda e pneus.Conjuntos mal balanceadas são excessivamente danosos aos pneus, rolamentos e suspensão.

O balanceamento irregular faz todo o carro vibrar diretamente no volante, dependendo da velocidade. Isso reduz a aderência e acelera o desgaste dos pneus. A pressão na suspensão também aumenta.

Bar

Bar é a unidade legal de medida de pressão. Esta é a unidade de medida comumente usada para a pressão dos pneus e substitui a unidade “atmosfera física” (atm).

BioTRED

BioTred é o nome dado a um composto da banda de rodagem da Goodyear, que contém um componente de amido de milho. Isto torna possível produzir pneus de forma ecologicamente mais sustentável. Também reduz a resistência ao rolamento, economizando combustível e dinheiro.

O BioTred 2 é baseado em um derivado de óleo de palma e usado no lugar de derivados de petróleo bruto, como o negro de fumo.

C

Os pneus reforçados para veículos de carga leve e utilitários são conhecidos como pneus C - exemplos: 155 R12C ou 195/70 R15C. Dependendo do fabricante, o “C” significa “Comercial” ou “Carga”, mas ambos se referem à mesma coisa.

Ao selecionar pneus para um veículo de mercadorias, as principais considerações são o tipo de construção e o índice de carga.

Atenção: Os pneus XL e os pneus LT não são pneus C, mesmo que se assemelhem a eles no que diz respeito ao tamanho e ao índice de carga. Portanto, você deve verificar a documentação do seu veículo ou perguntar ao fabricante quais pneus você pode usar

Cambagem

A inclinação (angulação) das rodas uma em direção à outra, quando vistas na direção do deslocamento, é conhecida como cambagem.

É mostrado como o ângulo do plano da roda com o plano vertical em relação ao solo.

Se a inclinação para o topo apontar para fora, a curvatura é positiva. Se as rodas apontarem para dentro na parte superior, a curvatura é negativa.

ContiSeal

Os pneus da linha ContiSeal são possuem um revestimento viscoso e pegajoso - entre os ombros, na parte interna do pneu.
Se um objeto estranho penetrar num pneu ContiSeal, o revestimento envolve-o e evita qualquer perda de ar.

Se o objeto estranho sair, o buraco será selado pelo revestimento. Você não precisa interromper sua viagem para trocar o pneu imediatamente, basta dirigir-se ao especialista de pneus mais próximo.


Cuidado: o revestimento não é adequado como reparo permanente após um furo.

Após qualquer dano num pneu deverá consultar um especialista em pneus, que verificará se o pneu pode ser reparado.

Importante: É necessário um sistema de monitoramento da pressão dos pneus no veículo ao usar pneus ContiSeal.

ContiSilent

A tecnologia ContiSilent reduz o ruído percebido da estrada pelos pneus para os ocupantes do carro. Os pneus são equipados com uma espuma no interior, que mantém a sua forma mesmo quando as temperaturas mudam drasticamente, minimizando assim a geração de ruído.

O ruído da estrada dentro do veículo pode ser reduzido em até 9 dB (dependendo do tipo de condução, velocidade e superfície da estrada).

Diagonais

Nos pneus de lona diagonal, as cordas correm em ângulo com a direção de deslocamento.

Isto significa que a parede lateral do pneu é mais rígida do que nos pneus radiais.

No entanto, isto leva a uma redução na estabilidade nas curvas.

Embora os pneus diagonais ainda sejam usados ​​hoje em motocicletas e equipamentos agrícolas e industriais, eles foram quase totalmente substituídos por pneus radiais para automóveis e veículos comerciais.

Direcionais

Os pneus direcionais só devem ser montados no carro na direção de rolagem específica.

Esta direção de deslocamento é identificada por uma seta e a palavra “rotation” na parede lateral.

Depois de montados nos aros, obtém-se dois pneus “esquerdos” e dois “direitos”.

Os pneus direcionais geralmente têm uma banda de rodagem que se parece com um “V”.

DOT

A abreviatura DOT significa "Departamento de Transportes" dos EUA e, em muitos países, é válida e é a aprovação legalmente exigida na indústria de pneus.

DOT significa que o pneu atende ou até excede os requisitos de segurança do Departamento de Transportes.

  1. O pneu atende ou excede os requisitos de segurança do Departamento de Transportes.
  2. Local de fabricação e código da planta (atribuído pelo DOT).
  3. Código de tamanho.
  4. Código opcional do fabricante para identificação da marca e propriedades do pneu.
  5. Data de fabricação.

Existem vários indicadores relacionados com a construção do pneu que estão localizados na parede lateral sob a forma de códigos numéricos. Geralmente, porém, refere-se à data de fabricação do pneu.

A idade do pneu é indicada de forma numérica.

Assim, por exemplo, “1623” poderia significar a semana 16 de 2023.

Envelhecimento do Pneu

Vários fatores podem influenciar o processo de envelhecimento de um pneu: humidade, radiação UV, calor, frio, etc.

Para evitar uma redução no desempenho, outras substâncias são misturadas com o composto de borracha para retardar significativamente o processo de envelhecimento. No entanto, recomenda-se substituir os pneus velhos por novos, no máximo, após dez anos de uso.

F

O identificador “F” pode significar especificação Ford ou Ferrari. Estes pneus foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante do automóvel.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

Flanco

Flanco é sinônimo de parede lateral do pneu. Afeta as características de condução e conforto.

G

Os pneus marcados com um “G” foram especialmente desenvolvidos em cooperação com o fabricante automóvel Opel.

Estes pneus foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante do automóvel.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

HT, H/T

Os pneus Highway Terrain (HT) foram desenvolvidos para proporcionar ao condutor as melhores condições possíveis em piso molhado e seco.

Eles são caracterizados por excelente conforto, baixo ruído na estrada e ótimas propriedades de direção.

O que torna os pneus HT especiais é que, até certo ponto, eles também podem ser usados ​​com moderação no off-road. O desempenho foi otimizado para cerca de 20% off-road e 80% on-road.

Esses pneus são uma boa opção para quem leva seu SUV ocasionalmente para fora do asfalto.

Índice de carga

O Índice de Carga é geralmente um número de dois dígitos no final da classificação do tamanho, por exemplo, 175/70 R13 82T. O número 82 indica o índice de carga do pneu. Por exemplo, Índice de Carga 82 significa carga de 475 kg por pneu.

Preparamos uma tabela para você conferir o índice do seu pneu e respectiva carga no link abaixo:

Tabela de Índice de Carga

Índice de velocidade

A designação na parede lateral de cada pneu inclui uma letra que indica a velocidade permitida para a qual este pneu é adequado.

O pneu adequado para o seu veículo é indicado no manual do veículo.

Por exemplo: 195/65 R 15H:

H = até 210 km/h.

As seguintes letras são encontradas com mais frequência na seção de pneus de carro para o índice de velocidade:

  • Q = máx. 160 km/h
  • R = máx. 170 km/h
  • S = máx. 180 km/h
  • T = máx. 190 km/h
  • H = máx. 210 km/h
  • V = máx. 240 km/h
  • W = máx. 270 km/h
  • Y = máx. 300 km/h
  • ZR = acima de 240 km/h

Quer acessar a tabela completa de Índice de Carga e Velocidade? Confira neste link

Tabelas de Índice de Carga e Velocidade

J, JRS

Os pneus com esta abreviatura foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante automóvel Jaguar.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

K1, KA, K, K2

Especificações Ferrari / Maserati - estes pneus foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante do automóvel. K1 e K2 são novos compostos de borracha e padrões de piso modernos; estes não devem ser instalados junto com padrões de piso antigos.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

L

Os pneus com esta designação foram desenvolvidos e fabricados de acordo com certas especificações e requisitos do fabricante automóvel Lamborghini.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

Lonas

As lonas de cordão são fios feitos de rayón, náilon ou poliéster. Eles são incorporados à borracha do pneu, acrescentando uma resistência considerável.

O tipo de passagem desses cordões de talão a talão determina o tipo de construção do pneu, que pode ser pneu diagonal ou radial.

LT

LT - Light Truck. Pneus reforçados para veículos comerciais como vans.

M+S, M&S, MS

Lama e neve

As letras M+S identificam pneus de inverno e pneus para todas as condições meteorológicas preparados para o inverno.

Em alguns produtos também existe um símbolo de floco de neve.

Os pneus M+S com floco de neve atendem a um alto padrão de qualidade. As suas qualidades particulares revelam-se a temperaturas de 7° C. Os pneus de verão perdem aderência e resistência a baixas temperaturas devido ao seu composto de borracha, levando a maiores distâncias de travagem, em superfícies secas ou molhadas.

M3

Os pneus com esta designação foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante automóvel BMW. Eles são projetados como equipamento original da série M3.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

MC, MC1

Os pneus com esta designação foram desenvolvidos e fabricados de acordo com certas especificações e requisitos do fabricante de automóveis McLaren.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

Medida do Pneu - Leitura

Você pode interpretar o código no pneu da seguinte forma neste exemplo:

195/50 R15 82 V

  • 195 = Largura do pneu em mm
  • 50 = Perfil do pneu, proporção entre altura e largura em porcentagem
  • R = construção radial
  • 15 = Diâmetro interno do pneu ( diâmetro do aro) em polegadas
  • 82 = Índice de carga (em kg)
  • V = Índice de velocidade
MO, MO1

Os pneus com esta designação foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante automóvel Mercedes.

Observação:os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

MT, M/T

A abreviatura MT significa Mud-Terrain. Os pneus com este código adicional têm uma banda de rodagem especialmente áspera, que proporciona tração mesmo em lama profunda.

N0, N1, N2, N3, N4, N5, N6, N7

Estas abreviaturas representam especificações Porsche. Os novos veículos Porsche equipados com pneus Pirelli aprovados vêm com esta marcação especial. Estes pneus foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante do automóvel. Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

OE - Original Equipment

Equipamento original (em inglês): refere-se a pneus desenvolvidos de acordo com as exigências de um fabricante de veículo, para um determinado modelo. O veículo em questão é entregue com medida e modelo específicos de pneus.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

PR

PR significa "Ply-Rating".

Originalmente, referia-se ao número de camadas de cordão de algodão na carcaça, as lonas. Quanto mais camadas de cordão, maior será a resistência.

À medida que materiais mais resistentes foram introduzidos para as camadas, o termo não se referia mais ao número real de camadas de cordão. Portanto, um pneu com PR 8 pode ter apenas 4 camadas de cordão de náilon, correspondendo à resistência de oito camadas de algodão.

Ainda comum nas especificações de pneus de carga. Mas hoje em dia, a resistência dos pneus de passeio é indicada pelos índices de carga e velocidade, em vez da classificação da lona.

Perfil

A proporção do perfil de um pneu é indicada como uma porcentagem da proporção da largura da banda de rodagem.

Por exemplo: Um pneu 205/55 R16 tem 205 mm de largura e a altura lateral do flanco é 55% da largura.

Radial

Com pneus radiais, as lonas correm radialmente dentro da carcaça, formando um ângulo reto com a superfície de rolamento. A posição radial das lonas proporciona uma maior área de contato em comparação com os pneus diagonais. Isto tem grandes vantagens para quase todas as propriedades de condução:

  • durabilidade
  • aderência no molhado
  • precisão de condução
  • aderência nas curvas
  • conforto

Pneus radiais são especificados com a letra R antes da medida do aro.

Reinforced, reinf, RFD, XL, EL

Os chamados pneus reforçados são concebidos para transportar cargas mais pesadas, por exemplo, em caminhonetes, pequenos autocarros e veículos off-road.

A instalação exige uma pressão dos pneus correspondentemente mais elevada. Além disso, será aplicado o valor do índice de carga mostrado na documentação do veículo.

Alguns fabricantes de pneus também utilizam outras designações para os seus pneus reforçados, como XL/EL (carga extra) ou RFD.

Atenção: Os pneus XL não são pneus C, mesmo que se assemelhem a eles no que diz respeito ao tamanho e ao índice de carga. Portanto, você deve verificar a documentação do seu veículo ou perguntar ao fabricante quais pneus você pode usar.

RO1, RO2

Estas marcações representam uma especificação especial da Audi, entre outras para R8, RS4, RS5, RS6. Estes pneus foram desenvolvidos de acordo com certas especificações e requisitos do fabricante do automóvel.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

Runflat, RF, RSC, RFT, SSR, DSST, ZP, HRS, ROF, EMT, TD, MOE, MO Ext.

Os pneus Runflat (os fabricantes usam vários nomes) são pneus com propriedades de funcionamento de emergência, que permitem ao motorista continuar dirigindo por uma distância limitada quando a pressão dos pneus é perdida e/ou a pressão dos pneus está muito baixa.

No entanto, o veículo também deve estar equipado com um TPCS ou TPMS- sistema de monitoramento e controle de pressão.

O sistema runflat funciona com uma parede lateral reforçada que mantém a sua forma em caso de perda de pressão. Isto significa que o condutor pode manter o controle do seu veículo se a pressão for repentinamente perdida.

Viajando a uma velocidade máxima de 80 km/h, ele pode então procurar o especialista em pneus mais próximo num raio de 80 km.

A tecnologia Runflat oferece ao condutor um benefício claramente reconhecível e uma verdadeira vantagem em termos de segurança e conforto. Além disso, você não precisa trocar a roda quando tiver um pneu furado, eliminando a necessidade de uma roda sobressalente.

S1

Este código representa o equipamento original dos modelos Peugeot. Este tipo de pneus foi desenvolvido e fabricado de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante do automóvel.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

TWI - Tread Wear Indicator

Os indicadores de desgaste da banda de rodagem estão embutidos entre os sulcos da banda de rodagem.

Quando a profundidade do piso é de 1,6 mm, formam uma barra contínua com a própria banda indicando o fim da vida útil do pneu.

A localização desses indicadores é mostrada por triângulos na parede lateral, pelas letras TWI ou por pequenos símbolos específicos da marca.

UTQG: Classificação Uniforme de Qualidade de Pneus

A classificação de qualidade UTQG estabelecida pelo departamento de transportes dos EUA classifica o nível de desempenho do pneu com base em três critérios:

  • desgaste da banda de rodagem,
  • tração, e
  • resistência à temperatura


Aplica-se apenas a pneus (excluindo pneus de inverno) com um diâmetro de aro de pelo menos 13 polegadas.

O valor do desgaste é um valor comparativo baseado no desgaste de um pneu padrão que foi testado numa pista de testes certificada sob condições controladas. Um pneu com classificação 150 desgastar-se-á uma vez e meia mais lentamente do que o pneu padrão, que tem uma classificação de desgaste do piso de 100. O desempenho real do pneu depende das condições de utilização relevantes e pode desviar-se substancialmente da norma devido a comportamento de condução, manutenção, diferentes propriedades da superfície da estrada e condições meteorológicas.

A classificação de tração é mostrada pelas letras AA, A, B e C em ordem decrescente. Indica as propriedades de aderência em superfícies molhadas e é medida sob condições controladas numa pista de testes certificada.

A temperatura é mostrada pelas letras A, B e C. Esses valores mostram quão resistente o pneu é ao calor e quão bem ele pode dispersar o calor em uma roda de teste pré-determinada sob condições controladas de laboratório.Temperaturas excessivamente altas podem ter um efeito negativo no material de um pneu, reduzir a sua vida útil e causar danos frequentes no pneu. A classificação de temperatura depende de os pneus terem a pressão de ar correta e exclui o excesso de pressão.Velocidade excessiva, pressão incorreta dos pneus e inflação excessiva, isoladamente ou em conjunto, podem causar acúmulo de calor ou danos aos pneus.

VO

Esta marcação encontra-se na parede lateral dos pneus originais fornecidos com os modelos Volkswagen.Estes pneus foram desenvolvidos e fabricados de acordo com determinadas especificações e requisitos do fabricante automóvel VW.

Observação: os pneus também podem ser usados ​​em outros veículos.

Vulcanização

A vulcanização é a última etapa do processo de produção de pneus, também conhecida como “cozimento de pneus” entre os profissionais de pneus. Não só a peça bruta do pneu obtém a sua banda de rodagem final no processo de vulcanização, mas os componentes individuais do pneu também são combinados pelo controle direcionado de pressão e temperatura por períodos precisos, elevando as propriedades mecânicas do pneu.